Por Que Padres Não Podem se Casar? Entenda

A proibição do casamento de padres é um assunto que já levantou muitas polêmicas e já foi discutido diversas vezes ao longo dos séculos. A questão é antiga e a sua história pode contar nos dias de hoje porque padres não podem se casar. Você sabe o verdadeiro motivo? Leia o texto a seguir e entenda.

O celibato

A princípio, não obter matrimônio era opção dos homens que seguiam o caminho dos padres na igreja católica. Assim, eles podiam se ater à igreja e dedicar-se integralmente a trabalhar em função de Deus. Ao não constituírem família, não tinham obrigações como sustentar um lar, responsabilidade afetiva e a criação de filhos.

O celibato passou a funcionar como uma “lei” da igreja católica, a qual proibia o matrimônio para os padres. Quem obtivesse matrimônio nessa época, era expulso do clero. Esta ação se manteve até meados de 1965, quando o Paulo VI concedeu a permissão para que padres casassem e continuassem na igreja sem exercer suas funções como mesmo.

Antes é preciso adquirir a permissão enviando um pedido direto ao Vaticano. A aprovação pode chegar a demorar até 10 anos!

A Igreja Protestante

Observando o contexto de um ponto de vista político, há o viés de que o celibato também retratava interesse econômico. A igreja representava o maior poder econômico da época, e a regra do celibato garantia que as riquezas possuídas não passassem de herdeiro para herdeiro e continuassem sob o poder da igreja católica.

Foi no século 16 que que Martinho Lutero rompeu com a igreja e fundou a sua própria instituição religiosa, denominada Igreja Luterana. Nesta, os seus líderes religiosos, pastores, podiam se casar tal como ocorre até hoje.

A bíblia e o celibato

A bíblia não tem passagens que apoiem ou condenem o celibato. Exceto por breves mensagens como na carta de Corintios: “É bom para o homem abster-se da mulher”.

Mas como em qualquer situação há vantagens e desvantagens para os padres no celibato. Por um lado, dedicar-se de forma integral aos princípios da igreja e da fé católica é muito importante e exige o máximo de cada um deles. Por outro, o matrimônio é uma constituição que pode oferecer suporte mútuo e afastar as tentações do pecado.

Toda essa discussão se renova ano após ano. Mas apesar disso, o celibato se mantém para o catolicismo. A tradição do celibato se tornou obrigatória e por isso, os padres não podem casar. Entretanto, os que obtém permissão do Vaticano para casar não são expulsos da instituição.